Quatro Fases da Lua

Quatro Fases da Lua

Moreno iluminado
Cabelos dos sonhos
RESENHA: SKIN PERFECTION EUDORA

Depressão e setembro amarelo + o blog está de volta!

Olá gente, como vocês estão?

Primeiro gostaria de dizer que não posto faz algum tempo e por isso acabei nem comentando o quanto estou feliz com o trabalho da Ana Flávia do blog Madlyluv, que fez uma arte incrível pro blog, como vocês podem ver acima. O blog com certeza ficou ainda mais a minha cara, pois ela captou bem a essência do blog com essa arte.

Dito isso, eu me afastei do blog porque por uns meses eu não via mais sentido nisso tudo. A verdade é que fui diagnosticada com depressão há uns dois meses, e por isso, estava sem ânimo e motivação para nada. Estou falando isso porque estamos no setembro amarelo e sei que muitas pessoas passam por situações difíceis, então nesse momento de conscientização e prevenção do suicídio, acho válido compartilhar a minha experiência e meus conhecimentos sobre o tema.

Segundo o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, DSM V, a pessoa pode ter depressão quando, em um período de duas semanas, ela apresenta pelo menos cinco dos sintomas citados abaixo:

  1. Humor deprimido, irritadiço ou instável
  2. Perda de interesse em atividades diárias, antes prazerosas
  3. Alteração do sono, apetite (ausência ou excesso)
  4. Perda de energia habitual
  5. Sentimento de culpa, inutilidade e vergonha excessivos
  6. Isolamento
  7. Queixas de dores de cabeça, musculares ou abdominais frequentes e sem causas detectadas em exames
  8. Baixa autoestima
  9. Passividade e apatia
  10. Capacidade diminuída para pensar ou se concentrar ou indecisão
  11. Pensamentos recorrentes de morte

Se você se encontrou nesses sintomas, se acalme e não se desespere. Para quem não sabe, sou estudante de psicologia, e algo que SEMPRE discutimos na faculdade é o perigo do autodiagnóstico e do excesso de diagnósticos desnecessários. Se você apresentou esses sintomas, procure um psicólogo, porque não necessariamente você tem depressão, mas talvez você esteja precisando de auxílio para não evoluir para um quadro depressivo maior.

Posso dizer que eu sentia a grande parte desses sintomas, inclusive pensamentos de morte. Não tinha muito ânimo, estava desmotivada, me sentia inútil e culpada por tudo, me isolei da minha família e pessoas ao meu redor, além de ficar praticamente o dia todo olhando pro teto sem conseguir fazer nada. Eu já fazia terapia, mas não conseguia melhorar, então precisei do auxílio da medição e hoje, com a terapia e a medição estou melhor (obs: não me auto mediquei, fui em um psiquiatra).

A depressão é um transtorno sério, mas que tem tratamento. Se você também tem pensamentos de morte não deixe de procurar ajuda, as coisas podem melhorar se conversar com seus familiares e amigos sobre o que esta sentindo. Minhas amigas me ajudaram muito nesse momento e foram tudo pra minha melhora. Você pode ligar 188 ou acessar o site do Centro de Valorização da Vida, que é um centro de apoio emocional 24 horas. Lembre-se, você é importante sim!

Se você conhece alguém que apresenta algum sintoma depressivo, não se omita, converse com essa pessoa e a acolha quando precisar, a incentive a procurar ajuda. Muitas coisas poderiam ser evitadas se observássemos mais as pessoas.

Espero que esse texto possa ajudar vocês.

E agora que estou melhor, o blog está de volta, com a minha nova versão de mim mesma. O sofrimento me mudou, me deixou mais forte e diferente, aprendi muitas coisas e quero compartilhar com vocês. Então espero que gostem do que está por vir.

Beijos e até a próxima

Vamos falar sobre perdas?
Sobre 2017 e planos para 2018

Vamos falar sobre perdas?

Photo by Maria Tyutina from Pexels

 Já faz algum tempo que não posto nada aqui no blog, e tenho alguns motivos para isso. Eu realmente acho importante falar sobre o que houve nesse período em que parei de postar, pois sinto que o blog é um lugar onde eu posso me expressar e compartilhar todos os lados da vida: desde coisas que gosto até momentos difíceis. E, também, sinto que eu não conseguiria voltar a escrever e a compartilhar coisas por aqui sem antes escrever esse texto, que basicamente sobre morte.

Recentemente eu passei pela minha maior perda até o momento, minha avó. Ela faleceu repentinamente e isso foi muito difícil para mim e para minha família. Apesar de saber que a morte é algo inerente a nossa existência, vivencia-la é algo muito doloroso e difícil de entender. Durante esse período eu pensei e aprendi muito sobre a vida, sobre a morte, sobre mim mesma e sobre o quão valioso é ter família e amigos do seu lado, pois eles são o maior conforto que temos nesse momento. Lembro que quando recebi a notícia estava em um lugar onde não tinha proximidade com ninguém, e a sensação que tive era que meu mundo estava desabando. Quando fiquei perto da minha família, não consigo explicar o quanto fiquei melhor.

Diante do sofrimento, eu pude me conhecer melhor, perceber em mim mesma o meu luto particular e a forma com que estava tentando lidar com a morte. Até hoje vem um sentimento de estranheza e saudade, é como se minha cabeça não entendesse que minha avó não vai mais estar na casa dela, no sofá que ela gostava de ficar, que nunca mais vou ver e ouvir a risada dela. Mas ao mesmo tempo, me vem um certo conforto, pois eu a conhecia e sabia o quão difícil foi sua vida, o quanto ela sofria.

Sobre o luto, infelizmente ou felizmente (depende de cada um) a vida não nos da tempo para processar. Digo isso porque no outro dia eu tinha atividade avaliativa na faculdade e também precisei voltar a trabalhar. Eu acredito que até certo ponto isso foi bom para mim, pois apesar da dor, precisei me virar com as minhas responsabilidades e isso tirou a minha cabeça da situação.

Então, por fim, o que eu queria realmente dizer é que por mais doloroso que seja, não existe vida sem perdas, e que por mais que tenhamos consciência disso, jamais estamos preparados. Por isso, acho importante falar mais sobre a morte. A morte ainda é um tabu, é um mistério, que geralmente as pessoas evitam falar. Porém é algo tão normal quanto a vida, e talvez, se a morte fosse mais discutida, seria mais fácil enxerga-la de forma mais natural, não menos dolorosa, mas mais fácil. E apesar de tudo, descobri o quanto pude aprender nessa situação, principalmente sobre mim mesma.

Depressão e setembro amarelo + o blog está de volta!
Sobre 2017 e planos para 2018

O meu novo cantinho

Recentemente, comprei alguns itens de decoração para o meu quarto em uma loja da China e fiz alguns enfeites com coisas que já tinha em casa e percebi a diferença que um ambiente decorado, organizado, tem para mim. Estimula mais a minha criatividade, sinto que estou em um lugar só meu! É como se meu corpo se sentisse livre e inspirado ali. Então sempre busco decorar meu quarto, redecorar, inventar formas diferentes para o meu cantinho.

Vim compartilhar com vocês alguns dos objetos que comprei (por um preço bem em conta, inclusive) e alguns itens que recriei com o que já tinha em casa, e fiquei super feliz com meu cantinho. Ah, quero ressaltar que defendo um ambiente que proporcione criatividade e aconchego, e que quando falo sobre decoração, tem mais a ver com criar do comprar objetos, tanto que muitos que estão nas fotos, eu fui criando. Comprar coisas prontas é ótimo, mas fazer do seu jeito não tem nada melhor! Espero que inspire vocês assim como me inspira

 O LOVE eu comprei em uma loja de artesanato (não lembro o preço, mas foi barato), pintei de rosa e colei meias pérolas, e simplesmente fiquei APAIXONADA por ele. Tenho esse baldinho prata desde os meus 7 anos de idade, e essa flores estavam aqui encostadas, então foi só coloca-las no baldinho e pronto, me apaixonei!

Esse arranjo de flores apaixonante comprei por R$53,00 e coloquei em um arranjo que já tinha em casa, e ficou assim. Sempre sonhei em ter flores assim no meu quarto, estou apaixonada. A plantinha comprei por R$11,00 e o abacaxi rose gold por R$28,00. pra mim eles fizeram um conjunto lindo demais.

E ficou assim meu cantinho gente! To amando MUITO:

O que vocês acharam? Comente aqui em baixo!

Me siga no Instagram ou Facebook para ficar por dentro das novidades do blog.

Beijinhos e até a próxima!

Vamos falar sobre perdas?
Sobre 2017 e planos para 2018
Página 1 de 4
1234